Realizou-se, nos passados dias 8 e 9 de maio, no Departamento de Educação e Psicologia da Universidade de Aveiro o VIII Simpósio de Organização e Gestão Escolar, subordinado ao tema “Rede escolar – (re)configurações, tensões e desafios”.

O simpósio contou com a participação de cerca de uma centena de pessoas de várias instituições de Portugal, Brasil e Espanha.

Contou, no seu programa, além de comunicações integradas em 5 eixos temáticos, com conferências por Licínio Lima (Universidade do Minho), João Barroso (Universidade de Lisboa) e António Neto Mendes (Universidade de Aveiro, CIDTFF) e com um painel sobre “rede escolar, que desafios?”, formado por José Eduardo Lemos (Conselho das Escolas), Mário Nogueira (FENPROF), Rodrigo Queiroz e Melo (AEEP) e Cristina Oliveira (ME/Delegada Regional da Educação do Centro).

VIII edição do Simpósio sobre Organização e Gestão Escolar, ao sinalizar a rede escolar, propôs um debate sobre um dos sectores mais afetados pelas mudanças do sistema educativo português: de uma rede de escolas passámos a conviver com uma rede de agrupamentos, construídos por vezes numa lógica racional-burocrática, ignorando os atores locais, quer estes sejam institucionais quer sejam individuais.

Também as retóricas públicas da ‘autonomia’ e da ‘descentralização’ agudizam a discussão em torno do triângulo poder central/poder local/(agrupamento de) escolas.

Sendo a rede escolar o palco da ação educativa em permanente transformação, ela é sobretudo o resultado de (re)configurações sucessivas que ora procuram atenuar tensões, ora as deixam ainda mais acesas, abrindo caminho a desafios que obrigam a colocar a Educação no centro do debate político, social e científico.

Ainda durante o corrente ano será elaborado um livro de atas do simpósio, com os textos das conferências e das comunicações.

ver mais