“Economia é cultura”

Em um debate designado “Economia é Cultura” que foi publicado no jornal Público, já com dois artigos – “A economia somos nós” (6 de junho, p. 47) e “Multinacionalizar a economia” (9 de junho, p. 55), João Caraça , Sandro Mendonça e Gustavo Cardoso, respetivamente, um Físico, um Economista e um Sociólogo têm vindo a apresentar um conjunto de ideias que valerá a pena divulgar e debater.

Entre estas saliento:

  • • “O capitalismo já teve muitas fases, e essas formas anteriores foram rejeitadas”.
  • • “Basta de conformismo intelectual. É altura de reconhecer os verdadeiros problemas e conceber novas soluções estruturais.[…] Não chega mudar, é preciso mudar para melhor”.
  • • “É tempo de pararmos de lhe chamar “crise”, temos de trabalhar sob o princípio da “transição”.
  • • “Daí que, talvez,  única forma de obter respostas seja a de devolver a economia a todos nós e começar a fazer perguntas”, como a “6. Os euros estão a ser devolvidos à Europas, e dentro desta rumam á Alemanha. O euro é ainda um activo de referencia, ou apenas uma moeda europeia ou alemã?”
  • • “Esquecemos que o dinheiro não é mais do que uma convenção, um artefacto comunicacional criado para facilitar as trocas e as transações.”
  • • “E se o desafio é repensar o que é o valor, então é necessário também equacionar se vale a pena manter o atual sistema, sob pena de sermos empurrados pelos poderosos do momento para uma situação de incivilidade e de erosão dos nossos direitos.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *