Arquivo da Categoria: CTS/PC

Revista CTS nº33

Acaba de ser lançado o último número (33) da Revista Ibero Americana de Ciencia, Tecnologia y Sociedad. Pode ser consultada e os artigos descarregados em: http://www.revistacts.net/volumen-11-numero-33

Conta, entre outros, com os seguintes artigos que destaco:

“Cinco Orientações para o Ensino das Ciências: a Dimensão CTS no Cruzamento da Didática e de Políticas Educativas Internacionais” | Alcina Mendes e Isabel P. Martins;

“Educação em Ciências e Matemática com Orientação CTS Promotora do Pensamento Crítico” | Celina Tenreiro-Vieira e Rui Marques Vieira;

“Práticas Integradas de Educação em Ciências: um Programa de Formação Contínua para Professores com Cariz CTS” | Ana V. Rodrigues e Patrícia João;

Boas leituras e comentários.

Captura de ecrã 2016-09-28, às 11.45.58

Artigos – V SIACTS

Realizou-se na semana passada, como aqui também foi anunciado, o V SIACTS, o qual constituiu a 9.ª edição do Seminário CTS, cujo tema geral escolhido este ano foi: “Novos Desafios Societais no Ensino das Ciências e Tecnologia”. Contou com a participação de cerca de 200 investigadores e professores de diferentes países (Portugal, Espanha, Brasil, México, Colômbia, Argentina, Paraguai e Perú), sendo cerca de 75% estrangeiros.

Do vasto programa (ver: http://seminariocts2016.web.ua.pt/?page_id=6) destaco a conferência inaugural que ficou a cargo do Professor Boaventura de Sousa Santos e a Conferência de encerramento foi proferida pelo Professor Rui Agostinho. Os temas discutidos ao longo dos 3 dias do V SIACTS, foram a formação de professores, os currículos escolares e a educação para a sustentabilidade.

Esta diversidade de trabalhos deste V SIACTS pode ser consultada na revista online Indagatio Didactica (vol. 8, nº 1, 2016), (em: http://revistas.ua.pt/index.php/ID/).

Boas leituras e boas férias, se for o caso.

Investigação em PC

Serve este para divulgar a publicação de dois trabalhos de investigação publicados este ano sobre Pensamento Crítico e, num deles, sobre CTS. O primeiro é um artigo de uma revista da área da Educação em Ciências e Matemática e o segundo um capítulo de um livro internacional sobre o Pensamento Crítico.

Reitoria da Universidade de Aveiro, março de 2016
Reitoria da Universidade de Aveiro, março de 2016

Livro sobre PC e CTS

A OEI – Organização dos Estados Ibero-americanos acaba de publicar um livro em que sou coautor e que pode ser encontrado nos sites seguintes:

http://www.oei.es/divulgacioncientifica/?Construindo-praticas-didatico

http://www.ibercienciaoei.org/doc2.pdf

Como está na contracapa esta obra:

….contextualiza e fundamenta o desenvolvimento de práticas didático-pedagógicas, para a educação em ciências nos primeiros anos de escolaridade, orientadas para a promoção da literacia científica e do pensamento crítico. Tendo por base estudos de investigação desenvolvidos pelos autores, o livro inclui um enquadramento teórico, fazendo emergir referenciais fundamentantes de atividades e estratégias promotoras da literacia científica e do pensamento crítico. Os exemplos de atividades e estratégias apresentados na segunda metade do livro, decorrente de estudos de investigação realizados e no âmbito dos
quais foram produzidos, implementados em sala de aula, e avaliados, revelaram proporcionar o desenvolvimento de capacidades de pensamento crítico e ajudaram inequivocamente os alunos a melhorarem os seus conhecimentos e a interessarem-se pela ciência“.

Boas leituras e se possível com comentários também aqui.

Capa do Livro
Capa do Livro

NGSS

Os NGSS – The Next Generation Science Standards  dos EUA são as novas linhas de orientação curricular que foram, desde 2011, sendo sucessivamente discutidas com a participação de toda a sociedade e se apresentam como uma versão para ser agora operacionalizada e plasmada pelos vários estados daquele vasto país (http://www.nextgenscience.org/).

Existem outros e vários sites que os apresentam e descrevem e já tentam operacionalizar como por exemplo:

http://www.nap.edu/openbook.php?record_id=18290&page=R3

http://www.nextgenscience.org/search-standards-dci

http://ngss.nsta.org/about-the-next-generation-science-standards-2/

http://www.cde.ca.gov/pd/ca/sc/ngssintrod.asp

De uma primeira análise deste documento saliento:

  • O modo como está claro o arranjo de todas as áreas disciplinares ao longo de todo o ensino básico (elementar) e secundário (ver 2º site acima);
  • A Framework for K-12 Science Education que foi previamente publicada em livro e que está sintetizada em um vídeo (disponível ao fundo do link seguinte: http://sites.nationalacademies.org/dbasse/bose/framework_k12_science/index.htm
  •  A visão que está inerente a este Framework é que os estudantes devem envolver-se em 3 dimensões: (i) Práticas de Ciências e de Engenharia; (ii) em Conceitos que se cruzam; e (iii) Ideias disciplinares centrais (core).  A ênfase está nos conhecimentos, capacidades de pensamento, como a do crítico e criativo, e em atitudes para e sobre a Ciência.
  • Uma adequada visão sobre a avaliação e que está patente no livro Developing Assessments for the Next Generation Science Standards, publicado em 2013,develops an approach to science assessment to meet the vision of science education for the future as it has been elaborated in A Framework for K-12 Science Education (Framework) and Next Generation Science Standards (NGSS).

    Não temos de fazer cópias! Mas, em Portugal foi feito um percurso em outro sentido! Porquê? Qual a fundamentação para esta opção? Porque continuamos com um programa de Estudo do Meio (1º CEB) e de Ciências do 2ºCEB com mais de 20 anos?

Dissertações

Aqui ficam algumas dissertações sobre CTS e PC que orientei e que estão disponíveis para todos os interessados em http://biblioteca.sinbad.ua.pt/Teses/:

sinbad.jpg

Beatriz Maria da Costa Gomes no Mestrado em Gestão Curricular do Departamento de Educação da Universidade de Aveiro, intitulada “Desenvolvimento de um programa de formação de professores do 2º CEB em Ciências” (aprovada em 4 de Junho de 2010).

Carla Maria Pires Reis no Mestrado em Gestão Curricular do Departamento de Educação da Universidade de Aveiro, intitulada “Desenvolvimento de recursos didácticos em ciências para professores do 2º CEB” (aprovada em 4 de Junho de 2010).

Cristina Patrícia Tavares Simões (co-orientação com o Professor António Moreira) no Mestrado em Multimédia em educação do DTE/DECA da UA, intitulada “As TIC como recurso didáctico em contextos de exploração das ciências experimentais” (aprovada em 12 de Abril de 2010).

Paula Marlene da Silva Moreira no Mestrado em Educação em Ciências no 1º ciclo do Ensino Básico do Departamento de Didáctica e Tecnologia Educativa da Universidade de Aveiro, intitulada: “Avaliação das aprendizagens dos alunos do 1º CEB: Impacte da Formação em Ensino Experimental das Ciências:  desenvolvimento de instrumentos de observação e inquérito” (aprovada em 23 de Julho de 2009).

Maria Pedro Almeida Neves Ferreira da Silva no Mestrado em Educação em Ciências no 1º ciclo do Ensino Básico do Departamento de Didáctica e Tecnologia Educativa da Universidade de Aveiro, intitulada “Avaliação das aprendizagens dos alunos do 1º CEB: Impacte da Formação em Ensino Experimental das Ciências:  desenvolvimento de um teste criterial” (aprovada em 23 de Julho de 2009).

Nuno Miguel de Sousa Gonçalves no Mestrado em Educação em Ciências no 1º ciclo do Ensino Básico do Departamento de Didáctica e Tecnologia Educativa [DTE] da Universidade de Aveiro [UA], intitulada “Recursos didácticos de cariz CTS para a educação não-formal de ciências” (aprovada em 18 de Maio de 2009).

Susana Alexandre dos Reis no Mestrado em Supervisão do DTE-UA, intitulada “Formação contínua de professores do 1º CEB em Ensino Experimental das Ciências” (aprovada a 17 de Julho  de 2008).

Luís Filipe Torres Moreira no Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência da Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas da UA, intitulada “Aprendizagem das Ciências no 3ª CEB numa perspectiva CTS/PC em contexto não-formal” (aprovada em 17 de Julho de 2008).

Luísa Maria Paiva Travassos Martins no Mestrado em Supervisão do DTE-UA intitulada “Formação contínua de professores do 1º CEB em Ensino Experimental das Ciências” (aprovada a 24 de Julho  de 2007).

Ticiana de Astrogildo e Trez (co-orientação com o Professor Júlio Pedrosa) no Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência da Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas da UA, intitulada “Concepção e práticas CTS dos professores de uma escola inovadora” (aprovada em 19 de Julho de 2007).

Isabel Maria dos Santos Pereira (co-orientação com Professora Nilza Costa) no Mestrado em Gestão Curricular do DTE/DCE-UA, intitulada “A criatividade em manuais escolares de Ciências do Ensino Básico“ (aprovada em 18 de Julho de 2007).

Cecília Vieira Guerra (co-orientação com Professora Maria João Loureiro) no Mestrado em Comunicação e Educação em Ciência da Secção Autónoma de Ciências Sociais, Jurídicas e Políticas da UA, intitulada “Avaliação do Storyboard e da metodologia de desenvolvimento do courseware Sere“ (aprovada em 17 de Julho de 2007).

Sílvia Mariana da Rocha Barbosa no Mestrado em Supervisão do DTE-UA, intitulada “Supervisão e Formação em ensino experimental das Ciências no 1º Ciclo” (aprovada a 11 de Julho  de 2007).

Renata Maria Costa Fernandes no Mestrado em Supervisão do DTE-UA intitulada “Estratégias de ensino/aprendizagem das Ciências: contributos da formação de professores do 1º CEB” (aprovada a 11 de Julho  de 2007).

Ana Sofia Gonçalves Costa no Mestrado em Educação em Ciências no 1º ciclo do Ensino Básico do DTE-UA, intitulada “Pensamento Crítico: Articulação entre a educação não-formal e formal em Ciências” ( aprovada a 4 de Junho de 2007).

Daniel Filipe Ferreira Alves no Mestrado em Educação em Ciências no 1º ciclo do Ensino Básico do DTE-UA, intitulada “Os manuais escolares de Estudo do Meio, educação CTS e pensamento crítico” (aprovada em 19 de Julho de 2005).

Jorge Fernando Marques de Almeida no Mestrado em Educação em Ciências no 1º ciclo do Ensino Básico do DTE-UA, intitulada “Concepções e Práticas de Professores do 1º e 2º Ciclos do EB sobre CTS” (aprovada em 29 de Setembro de 2005).

SERe na SIC

Porque não explicitei no anterior artigo sobre o Courseware SERe, clarifico que:
– os autores são Patrícia Sá, Cecília Guerra, Maria João Loureiro, Rui M. Vieira e Isabel P. Martins do Centro de Investigação Didáctica e Tecnologia na Formação de Formadores – CIDTFF da Universidade de Aveiro;
– este recurso pretende dar resposta à falta de recursos didácticos informatizados de qualidade para o 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico (1º/2º CEB), concebidos no âmbito da Educação para o Desenvolvimento Sustentável (EDS);
– no site http://sere.ludomedia.pt é possível aceder ao software completo ou, no caso de não ter acesso à web, usar a versão em CD-ROM. Em ambas existe uma animação que serve como ponto de partida a uma fase de problematização orientadora do trabalho de pesquisa no que diz respeito, por exemplo, ao uso de recursos naturais energéticos (petróleo, biomassa florestal) ou à exploração de simulações sobre o impacte que o aumento da população e dos níveis e padrões de «consumo» de petróleo poderão ter no acesso aos recursos naturais.
– além do software educativo, o courseware integra um Guião de Exploração Didáctica – Professor, um Guião de Registos – Aluno/Utilizador, um Manual do Utilizador e uma Página web com ferramentas de suporte às suas actividades e acesso à mediateca.

Todas as sugestões e comentários sobre o courseware serão bem-vindos.

Acrescento que ontem – 16 de Março – o Programa “Nós por cá” do canal SIC fez um directo, onde na 2ª parte surge a reportagem sobre o Courseware SERe e pode também ser visto em:
http://sic.aeiou.pt/programasinformacao/scripts/VideoPlayer.aspx?ch=nos%20por%20ca&videoId={74C139F4-5389-422B-B584-EA0CEF06CAD1}

Courseware SERe

Será apresentado no próximo dia 26 de Fevereiro, na Universidade de Aveiro – Sala dos Actos Académicos pelas 15 h e 30 min, o Courseware SERe (software online e em CD-ROM, Manual do Utilizador, Guiões Didácticos,…). O destaque aqui dado a estes recurso educativo, resulta de várias razões,  entre as quais destaco:

  •  É um trabalho de uma equipa multidisciplinar desenvolvido mais intensamente ao logo dos últimos 3 anos em conjunto com uma empresa de conteúdos – Ludomedia;
  • Vem colmatar uma lacuna no mercado Português no que concerne aos recursos educativos de qualidade e fundamentados, nomeadamente que combinam as potencialidades das Tecnologias Educativas com uma Educação em Ciências focada no Desenvolvimento Sustentável.
  • Destina-se a maiores de 8 anos  e, em termos curriculares, foi concebido para alunos do 1º e 2º Ciclos do Ensino Básico;
  • Tem uma diversidade de actividades, centradas em duas fases – Petróleo e Florestas – e vai continuar a desenvolver-se para se focar em outros aspectos / dimensionalidades da sustentabilidade.

sere_plano_produto_final.jpg

Seminário CTS

Realizou-se de 3 a 5 de Julho de 2008, na Universidade de Aveiro, o V Seminário Ibérico / I Ibero-americano CTS no ensino das Ciências sob o tema: “Educação Científica e Desenvolvimento Sustentável”. Como elemento de Comissão Organizadora e Científica não vou fazer apreciações sobre o mesmo e a sua qualidade; aliás a avaliação do Seminário foi realizada por um conjunto de investigadores independentes do Seminário e pertencentes ao Centro de Investigação Didáctica e Tecnologia na Formação de Formadores [CIDTFF] e será divulgada no site do mesmo (http://www.dte.ua.pt/PageText.aspx?id=7503). Do diversificado programa científico do seminário ressalto as Actas (em CD-ROM) onde se incluíram os textos de todas as conferências, comunicações convidadas, painéis, oficinas práticas e posters. Do mesmo sistematizo a seguir a sua sequência organizativa:

Quinta-feira 3 Julho 2008

8h30 Entrega de Documentação e afixação de Posters
9h30 Sessão de Abertura
10h00 Conferência de Abertura
Riscos de insustentabilidade. Quais os caminhos para um desenvolvimento sustentável?
Filipe Duarte SantosModeradora: Isabel P. Martins
11h00 Pausa para café
11h30 Comunicações ConvidadasAno Internacional do Planeta Terra e Educação para a SustentabilidadeM. Helena HenriquesCiência e sociedade – formação de professores de matemática através de problemas históricosFátima Regina Jorge, Fátima Paixão e Isabel CabritaModeradora: Amparo Vilches
13h00 Almoço
14h30 Comunicação Convidada¿Quién tiene razón y por qué? Aprender a dudar y a decidir a partir de la lectura crítica de textos de ciencias Mercè IzquierdoModeradora: Fátima Paixão
15h00 Painel 1Literacia e Educação para o Desenvolvi­mento Sustentável – Décadas para reflexão e acçãoParticipantes: Amparo Vilches, Francisco Martínez, M. Arminda Pedrosa e Patrícia SáCoordenadores: Daniel Gil-Pérez / João Praia
16h30 Pausa para café
17h00 –– 18h30 Oficinas Práticas (nove oficinas em paralelo )

 

Sexta-feira 4 Julho 2008

9h00 Comunicações ConvidadasPromoção do interesse e da relevância do ensino da ciência através da discussão de controvérsias sociocientíficasCecília Galvão e Pedro ReisCompetencia científica y actividades de aula Juana Nieda Climántica, Educação Ambiental e mudanças climáticasFrancisco Soñora LunaModerador: Fátima Paixão
10h30 Apresentação e Discussão de PostersModeradores: Fátima Paixão e Ángel Vázquez
11h00 Pausa para café
11h30 Painel 2 Integração de conteúdos CTS: dos currículos às práticas em sala de aulaParticipantes: Alcina Mendes, Ana Melo, Cristina Rueda, Miguel Ángel Gómez Crespo e Sílvia LopeCoordenador: Aureli Caamaño
13h00 Almoço
14h30 Comunicações ConvidadasEscuela, Tecnologías y Desarrollo Sostenible: La UNESCO y las competencias tecnológicas del profesoradoJosé Antonio Ortega CarrilloPercursos na Formação de Professores de Ciências / QuímicaIsabel Sofia Rebelo Moderador: Rui M. Vieira

Sábado 5 Julho 2008

9h00 Painel 3As revistas de educação em ciências na investigação, na formação e na práticaParticipantes: Aureli Caamaño, Fina Guitart, Gisela Hernández, José Maria Oliva, Juan Carlos Toscano, Mercè Izquierdo, Montse Tortosa, Pedro Membiela e Wildson SantosCoordenadora: Laurinda Leite
10h30 Apresentação e discussão de PostersModeradores: José María Oliva e Cecília Galvão
11h00 Pausa para café
11h30 Conferência de Encerramento¿Qué podemos esperar de la nueva asignatura de Ciencias para el mundo contemporáneo?Emilio PedrinaciModeradora: M. Arminda Pedrosa
12h30 Conclusões e EncerramentoIsabel P. Martins e Aureli Caamaño

O Próximo seminário de 2010 realizar-se-á em solo sul-americano ficando os participantes das 6 Universidades Brasileiras presentes em Portugal responsáveis pela sua organização.