“Maior Falhanço”

Depois de ler a entrevista do Presidente cessante da AEP – Ludgero Marques  ao Expresso – Economia do passado dia 31 de Maio, dada a sua vasta experiência e intervenção na sociedade Portuguesa, 3 citações, do meu ponto de vista, merecem destaque. São elas:

  1. “O maior falhanço é na Educação. É o problema mais grave. Sem esquecer a falta de qualidade de políticos e académicos”.
  2. Há meia dúzia de grandes empresas que influenciam e mandam no país. No círculo do poder só penetram os políticos e académicos”.
  3. “Esta é a pior crise de todas”.

Destas afirmações e de toda a entrevista resulta uma visão crítica da actual sociedade Portuguesa, particularmente dos políticos e académicos (quem são estes últimos? todos os docentes do Ensino Universitário? do Superior?…) e da Educação. Neste quadro, pergunto:

  • Existe falanço na Educação? A que nível(eis)? Porquê?
  • Será só responsabilidade dos políticos e académicos?
  • Em caso afirmativo (tudo aponta nesse sentido, mas conto mais profunda e fundamentadamente retomar esta questão) como ultrapassar esta situação rápida e seguramente?
  • Qual o contributo dos professores neste cenário?