O que é educar?

Depois da pergunta feita no artigo anterior e no contexto da sua actual pertinência (ver por exemplo o site: http://tv1.rtp.pt/noticias/?article=70055&visual=3&layout=10 em que o  presidente da Conselho Nacional de Educação (CNE), Professor Júlio Pedrosa, refere que ainda não houve um entendimento “sobre os fins da educação e o que é educar”) venho remeter para possíveis respostas (disponíveis na internet):

  • Lei de Bases do Sistema Educativo (lei nº 46/86)  e alterações seguintes como a última (Lei n.o 49/2005) – ver por exemplo em http://sitio.dgidc.min-edu.pt/recursos/Lists/Repositrio%20Recursos2/Attachments/405/lei_46_86.pdf
    “… o direito à educação, que se exprime pela garantia de uma permanente acção formativa orientada para favorecer o desenvolvimento global da personalidade, o progresso social e a democratização da sociedade.” (Art. 1, ponto 2);
    “… contribuindo para o desenvolvimento pleno e harmonioso da personalidade dos indivíduos, incentivando a formação de cidadãos livres, responsáveis, autónomos e solidários e valorizando a dimensão humana do trabalho. (Art. 2, ponto 4);“5 – A educação promove o desenvolvimento do espírito democrático e pluralista, respeitador dos outros e das suas ideias, aberto ao diálogo e à livre troca de opiniões, formando cidadãos capazes de julgarem com espírito crítico e criativo o meio social em que se integram e de se empenharem na sua transformação progressiva. “ (Art. 2, ponto 5).
  • A tradução para Português de: “Olivier Reboul, La Philosophie de l’éducation, Paris: Puf, 1971, pp. 11-32.” que pode ser lida em: http://www.educ.fc.ul.pt/docentes/opombo/hfe/cadernos/ensinar/reboul.pdf; deste saliento:
    “A educação é a acção consciente que permite a um ser humano desenvolver as suas aptidões físicas e intelectuais bem como os seus sentimentos sociais, estéticos e morais, com o objectivo de cumprir, tanto quanto possível, a sua missão como homem; é também o resultado desta acção.”
  • A posição que um dos sites mais visitados por Educadores e Professores do Brasil: http://www.educador.brasilescola.com/orientacoes/o-que-educar.htm do qual se destaca:
    “Para a maioria das pessoas “educar” é uma obrigação exclusiva das escolas e de seus respectivos profissionais, se esquecendo que Educar é uma função de todos, tanto dos pais quanto dos educadores. O conceito de educar vai muito além do ato de transmitir conhecimento, educar é estimular o raciocínio, é aprimorar o senso crítico, as faculdades intelectuais, físicas e morais.”

Perguntas

Dos vários comentários a alguns artigos deste blog que tenho recebido também por e-mail e de conversas informais tem resultado um conjunto de questões que a seguir sistematizo sem qualquer ordem de preferência ou importância e que espero possam despoletar comentários e possíveis respostas:

  •  O que é educar?
  • Afinal, a quem compete educar?
  • Porque existem dificuldades de aprendizagem, especialmente a Ciências e Matemática?
  • A (in)satisfaçãodos Professores Portugueses é diferente da de outros países? A que se deve? À avaliação de desempenho?
  • Qual deve ser o papel dos Pais / Encarregados de Educação?
  • O que se pode(e deve) fazer para melhorar a qualidade das aprendizagens dos alunos?
  • As alterações decorrentes do processo de Bolonha são (serão) uma resposta efectiva às necessidades de formação de professores?