Competências

Por considerar importante divulgar (e discutir) incluo aqui a “RECOMENDAÇÃO DO PARLAMENTO EUROPEU E DO CONSELHO” de 18 de Dezembro de 2006 sobre as competências essenciais para a aprendizagem ao longo da vida (2006/962/CE). Desta destaco as competências (definidas, neste documento, como uma combinação de conhecimentos, aptidões e atitudes adequadas ao contexto) essenciais que estão no anexo.

O Quadro de Referência estabelece oito competências essenciais – necessárias a todas as pessoas para a realização e o desenvolvimento pessoais, para exercerem uma cidadania activa, para a inclusão social e para o emprego:

1) Comunicação na língua materna;

2) Comunicação em línguas estrangeiras;

3) Competência matemática e competências básicas em ciências e tecnologia;

4) Competência digital;

5) Aprender a aprender;

6) Competências sociais e cívicas;

7) Espírito de iniciativa e espírito empresarial; e

8) Sensibilidade e expressão culturais.

Relevante, pelo menos do ponto de vista educacional, é também a definição e explicitação de cada uma das 8 competências essenciais.Por exemplo, os conhecimentos, aptidões e atitudes essenciais correspondentes à competência 3) são:

A. O conhecimento necessário em matemática pressupõe um conhecimento sólido dos números, das medidas edas estruturas, das operações fundamentais e das representações matemáticas de base, bem como acompreensão dos termos e conceitos matemáticos e das questões às quais a matemática pode dar respostas.Qualquer pessoa deverá ter capacidade para aplicar os princípios e processos matemáticos de base em situaçõesda vida quotidiana, tanto em casa como no trabalho, e para seguir e avaliar cadeias de raciocínio. Qualquerpessoa deverá ser capaz de efectuar um raciocínio matemático, de compreender uma demonstração matemática,de comunicar em linguagem matemática e de empregar as ferramentas auxiliares adequadas.Uma atitude positiva em matemática baseia-se no respeito da verdade e na vontade de encontrar argumentos ede avaliar a respectiva validade.

B. Para a ciência e tecnologia, as competências essenciais compreendem o conhecimento dos princípios básicos domundo natural, dos conceitos, princípios e métodos científicos fundamentais, da tecnologia e dos produtos eprocessos tecnológicos, bem como o entendimento das repercussões da ciência e da tecnologia na natureza.Posteriormente, estas competências deverão possibilitar que as pessoas compreendam melhor os avanços, aslimitações e os riscos das teorias e aplicações científicas e da tecnologia nas sociedades em geral (no contexto datomada de decisões e face aos valores, questões morais, cultura, etc.).

No capítulo das aptidões incluem-se a capacidade de utilizar e manusear instrumentos tecnológicos e máquinas, bem como dados científicos para atingir um objectivo ou chegar a uma decisão ou conclusão fundamentada. Os indivíduos deverão ser capazes de reconhecer as características essenciais da pesquisa científica e ter a capacidadede comunicar as conclusões e o raciocínio que lhes subjaz. Esta competência inclui uma atitude de juízo crítico e de curiosidade, interesse pelas questões éticas e o respeitoda segurança e da sustentabilidade, nomeadamente no que toca ao progresso científico e tecnológico face aopróprio indivíduo, à família, à comunidade e aos problemas mundiais.malaga2006.jpg

Málaga, 2006

Sugestões sobre CTS

Vários vezes colegas e alunos, especialmente de pós-graduação, me pedem sugestões de livros sobre a “educação CTS”, de preferência em Português. A verdade é que vou dando sugestões de vários que têm sido publicados nos últimos anos e recebendo feedback de alguma insatisfação. Assim, para quem precisa de se iniciar neste assunto (ao qual, tirando o II SIACTS, já não dedicava um artigo desde Julho de 2008) proponho dois livros:

  • Introdução aos Estudos CTS (Ciência, Tecnologia e Sociedade), cujos Autores são: Walter A. Bazzo (ed.), Eduardo Marino García Palacios, Juan Carlos González Galbarte, Irlan von Linsingen (ed.), José Antonio López Cerezo, José Luis Luján, Mariano Martín Gordillo, Carlos Osorio, Luiz Teixeira do Vale Pereira (ed.), Célida Valdés. A edição é da Organização dos Estados Ibero-americanos para a Educação, a Ciência e a Cultura (OEI). Mais informações sobre o livro, como o seu índice, podem ser obtidas em: http://www.oei.es/publicaciones/cts_por1.htm.
  • Educação Científica para Todos, de Glen Aikenhead, das edições Pedago, e editado este ano. Informação adicional encontra-se em: http://www.edicoespedago.pt/loja/produto_detalhe.asp?productid=123.

Boas leituras e proponho comentários no final das mesmas neste artigo.