Portugal: Qualificações?

Os dados sobre as qualificações dos Portugueses são preocupantes.

A consulta da base de dados na área da Educação (http://www.pordata.pt/azap_runtime/?n=25&ThemeId=17) que a Fundação Francisco Manuel dos Santos em boa hora disponibilizou e outros dados que, na maioria dos casos a partir daquela base, têm vindo a ser apresentados, revela “um país sem qualificações” (Jornal Expresso de 1 de Maio de 2010, p. 7). Destes destaco, por considerar que explicam muito da nossa situação económica, política e social actual:

  • Maioria dos patrões portugueses não tem mais que o 9º ano (81 % contra a média europeia de 28%);
  • Quase um terço dos jovens actuais (31 %)  deixam de estudar  sem concluir o Ensino secundário (o dobro da média da Europa); clarifique-se, por exemplo, que a taxa de abandono precoce é de 36,1% nos rapazes e 26,1% nas raparigas;
  • Os trabalhadores Portugueses são os menos qualificados da Europa (27% em oposição aos 70%);
  • No início do século XXI temos cerca de 10% de analfabetos (valor que existia no Norte da Europa no final do Século XIX).

Comentários? O que poderemos fazer para mudar esta realidade? …
barra_junho_1922.jpg
Farol da Barra, Junho de 1922