II Seminário PC

É com muito gosto que aqui divulgo a realização, nos dias 8 e 9 de maio de 2015, do II Seminário Internacional sobre o Pensamento Crítico na Educação com o tema “Desafios atuais para o Pensamento Crítico: Formação, Desenvolvimento e Avaliação” organizado por colegas da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro. Toda a informação sobre este está em: http://pcr.utad.pt. 

Este seminário pretende:

– Contribuir para o aprofundamento da investigação sobre o Pensamento Crítico em Portugal e noutros países;

– Partilhar as estratégias de intervenção na formação, desenvolvimento e avaliação do Pensamento Crítico;

– Estabelecer uma agenda de investigação e formação na área;

– Consolidar a rede de investigadores e formadores sobre o Pensamento Crítico.

Apelo à divulgação e participação no mesmo. Tal como está no site, todos os trabalhos selecionados pela Comissão Científica serão publicados em livro ou/e em edição especial de revista.

Mais informação pode também ser obtida no

facebook: facebook.com/SIPC2015.

Captura de ecrã 2014-11-26, às 22.57.01

Formação de Professores em Portugal

Acabam de ser publicadas as Atas do III ENEB – Encontro Nacional de Educação Básica, que se tinha realizado na Universidade de Aveiro em 2012,  e cuja referência bibliográfica completa é:

 Portugal, G., Andrade, A. I., Tomaz, C., Martins, F., Costa, J. A., Migueis, M. R., Neves, R., & Vieira, R. M. (Orgs.) (2014). Formação inicial de professores e educadores: experiências em contexto português. Aveiro: UA Editora.

capa das Atas
capa das Atas

A publicação encontra-se disponível em http://cidtff.web.ua.pt/pdf/ATAS_IIIENEB.pdf

e está também disponibilizada no RIA:  http://ria.ua.pt/handle/10773/12828

Sem pretender ser exaustivo é uma das poucas publicações em Portugal que descreve e reflete sobre a formação inicial de Professores e Educadores à luz do denominado “processo de Bolonha”. Lamento, como um dos organizadores, que este não tenha sido publicado mais cedo, por forma a permitir que as recentes mudanças na formação de Professores fossem melhor fundamentadas!

C+T+S

Tenho sido questionado sobre afinal como se pode definir atualmente Ciência (C), Tecnologia (T) e Sociedade (S). Não há uma única e consensual definição destes empreendimentos e que contemple tudo o que incluem a CTS.

Já escrevi sobre estes e suas inter-relações, nomeadamente na minha tese e livro de 2011 sobre a Educação CTS (ver publicações deste blog).  Todavia voltei a fazer uma pesquisa rápida e encontrei (mantendo no original) várias definições como as que a seguir se destacam.

CIÊNCIA:

  • Aikenhead (ver, por exemplo, em:  http://www.usask.ca/education/profiles/aikenhead/webpage/sts05.htm) define Ciência como “The study of the natural world we call science.”

  • Science is both a body of knowledge and a process. In school, science may sometimes seem like a collection of isolated and static facts listed in a textbook, but that’s only a small part of the story. Just as importantly, science is also a process of discovery that allows us to link isolated facts into coherent and comprehensive understandings of the natural world. (http://undsci.berkeley.edu/article/whatisscience_01)
  • According Webster’s New Collegiate Dictionary, the definition of science is “knowledge attained through study or practice,” or “knowledge covering general truths of the operation of general laws, esp. as obtained and tested through scientific method [and] concerned with the physical world.

TECNOLOGIA:

  • De acordo com o mesmo Aikenhead tecnologia tem a ver com  “The study of the artificially constructed world is technology. Technology is primarily concerned with developing knowledge and designing processes, in response to human needs and societal problems”.
  • In a research and development organisation such as ESA, technology is a concept of primary importance, so by necessity the definition of the word is precise: ‘technology is the practical application of knowledge so that something entirely new can be done, or so that something can be done in a completely new way.’ (da agência espacial europeia: http://www.esa.int/Our_Activities/Technology/What_is_technology);  People make tools in order to do tasks they cannot otherwise accomplish – engineering is actually defined as ‘the use of technology to solve specific technical problems’.
  • “Technology is a body of knowledge devoted to creating tools, processing actions and extracting of  materials. The term ‘Technology” is wide and everyone has their own way of understanding the meaning of technology. We use technology to accomplish various tasks in our daily lives, in brief; we can describe technology as products, processes or organizations. We use technology to extend our abilities, and that makes people as the most important part of any technological system. Technology is also an application of science to solve a problem. But what you have to know is that technology and science are different subjects which work hand-in-hand to accomplish a specific task or solve a particular problem “(http://www.useoftechnology.com/what-is-technology/).

SOCIEDADE

Diferenças entre Ciência e Tecnologia:

Além de muitos artigos disponíveis nas bases de dados e servidores de variadas instituições e revistas aconselho a visualização do quadro comparativo em:  http://www.diffen.com/difference/Science_vs_Technology

Afinal a visão que hoje é trabalhada desde o ensino básico ao superior é coerente com que realmente acontece nos vários campos de saber?