Eleições e Educação

Vamos ter em Portugal eleições legislativas no próximo dia 4 de outubro de 2015. Importa votar em consciência e fundamentadamente em Democracias como a nossa.

Para tal e da nossa atividade profissional, no contexto deste blog temos vindo a centrar a atenção nas propostas de educação dos vários partidos. Também por isso um conjunto de docentes do Departamento de Educação da Universidade de Aveiro, entre os quais me encontro, realizou no passado dia 24 de setembro uma tertúlia com os 4 partidos envolvendo os representantes indicados pelos partidos com representação parlamentar. Uma breve síntese com fotos pode ser lida em: http://tertuliapensareduca.blogspot.pt/ .

Além desta tem havido um esforço para sintetizar as principais propostas que os partidos apresentam para os próximos 4 anos. Entre estes destaco as que incluem ou se centram na educação:

De toda esta relevo as propostas e questões que devem ser ponderadas na área da Educação para os 4 próximos anos (idealmente para mais que uma legislatura e que resulte de um pacto em torno da Lei de Bases do Sistema Educativo):

• Em contexto de crise económica e financeira qual o papel que se atribui à educação em Portugal e qual o valor do PIB a atribuir. Para atingir que metas e níveis?

• Em que idade começa  uma educação pré-escolar de qualidade para todos? 2,3, 4 ou 5 anos? Com que orientações?

• Que estatuto para a escola pública e para a escola privada? Com que financiamentos? …

• Que educação queremos? Como combater a indisciplina? E como garantir a inclusão?

• Que currículo nacional e local para o Ensino Básico e para o Ensino Secundário? Com que metas e respetiva avaliação?

• Que gestão para as escolas? Com que dinâmica (disciplinas/ áreas ou temáticas transversais, número de alunos por turma, em que salas e com que recursos e escolas,…)?

• Papel da autonomia e descentralização da educação: Como? Com quem?…

• Percursos no Ensino Básico e Secundário e com que objetivos.

• Investigação Científica e aposta no Ensino Superior: Com que investimento(s) e recursos? Para quê?

• Que formação de professores? Com que alunos? E com que competências? Com provas de acesso específicas e de avaliação de capacidades? Porquê?

INSISTO QUE PRECISAMOS DE CONTINUAR A  DISCUTIR ESTAS QUESTÕES E A FUNDAMENTAR, COM O CONHECIMENTO QUE TEM SIDO PRODUZIDO NA INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO, AS OPÇÕES A TOMAR PARA O NOSSO FUTURO COLETIVO!

Cursos DE

Como Docente do Departamento de Educação da Universidade de Aveiro venho, desta vez, destacar os cursos de Licenciatura (1.º Ciclo de Bolonha), Mestrado (Profissionalizantes e Académicos – 2.º Ciclo) e de Doutoramento (3.º Ciclo) em que estamos envolvidos.

Alguns destes vão abrir nova fase de candidatura a partir de dia 24 de setembro e podem ser consultados em:

www.ua.pt/de

ou

http://www.ua.pt/ensino/entrada

CursosDE

APEduC

De regresso das férias venho anunciar a criação da Associação Portuguesa de Educação em Ciências (APEduC), que terá a sua sede na Escola Superior de Educação do Instituto Politécnico de Castelo Branco. Esta é uma associação de investigadores, de educadores e professores de ciências (investigação, divulgação e comunicação, formação e ensino de Física, Matemática, Química, Biologia, Geologia, Ecologia…), que pretende ser atuante com vista à inovação e à mudança da Educação em Ciências em Portugal e dos seus profissionais. 

Nasceu pela necessidade e importância e pela pressão nacional e internacional, para a existência de uma parceira portuguesa, nesta área científica. Ao mesmo tempo, a Associação é relevante para criar laços e colaborar ativamente com os países Lusófonos e da América Latina. A APEduC passará a liderar uma área do maior relevo para o desenvolvimento da Educação em Ciências, no ensino superior e nos ensinos básico e secundário e em outros contextos não formais. 

Estiveram presentes em Castelo Branco os três membros indigitados pela Assembleia Constituinte da Associação como Comissão Instaladora [Fátima Paixão, Instituto Politécnico de Castelo Branco; Cecília Galvão, Universidade de Lisboa e Laurinda Leite, Universidade do Minho]. Juntamente com os elementos da  Comissão Instaladora, Filomena Teixeira, do Instituto Politécnico de Coimbra; Alcina Mendes, do Agrupamento de Escolas de Ílhavo; Celina Tenreiro Vieira do Agrupamento de Escolas João Afonso de Aveiro e Rui Marques Vieira da Universidade de Aveiro, foi o grupo que viabilizou a possibilidade de se realizar a escritura notarial de constituição da APEduC, em tempo útil para que o XVI ENEC seja já o primeiro Encontro Nacional de Educação em Ciências realizado no pós constituição da nossa Associação Científica e Profissional!

Junto anexo o link onde está a reportagem sobre a constituição da APEduC:

https://www.youtube.com/watch?v=qXiyJnraeuo