Homenagem

IP_martinsMarcador_h_1

Isabel P. Martins – Homenagem pública [ver vídeo]

No dia 3 de outubro de 2014 foi feita uma homenagem pública à Professora Doutora Isabel P. Martins com a finalidade de registar a sua contribuição para a área da Educação em Ciências nas últimas décadas.

imagens cedidas pela Universidade de Aveiro

Testemunhos

Professora Doutora Isabel Martins, com enorme carinho, admiração e agradecimento, evoco a dedicação e o saber com que orientou muitos dos meus trabalhos. Um privilégio com mais de três décadas, do nível secundário até ao pós-graduado. Nesses percursos, repletos de paixão pela ciência e pela educação em ciência, encontrei os seus desafios exigentes, sempre novos, abertos e intensos, assim como o incentivo permanente, a confiança e uma valiosa amizade.

Alcina Mendes

¡Felicitaciones por este homenaje tan merecido!
Sabemos que la nueva situación no supone pausa alguna en todos los desafíos en que estás implicada.
Seguimos y seguiremos contando con tu impulso, convergiendo y trabajando en la construcción de una sociedad más justa y un futuro sostenible.
Gracias por regalarnos y dejarnos compartir contigo tantas y tantas cosas como investigadora, como docente y sobre todo como amiga.

Amparo Vilches

Universidade de Valência, Espanha

Quando, em 2009, iniciei funções no Secretariado do Centro de Investigação “Didática e Tecnologia na Formação de Formadores” (CIDTFF) estava longe de imaginar como o meu percurso profissional – e também pessoal – se iria cruzar com o da Professora Doutora Isabel Martins.

Sendo, nessa altura, uma “figura” fisicamente pouco presente no edifício do Departamento de Educação da Universidade de Aveiro (UA) – por estar a exercer funções na Reitoria – e, não tendo, por conseguinte, tido qualquer interação com a Professora até então, não tinha quaisquer expectativas relativamente ao trabalho que poderíamos vir a desenvolver em conjunto. Contudo, sei agora que, se essas expectativas tivessem sido criadas, todas elas teriam sido, sem dúvida alguma, excedidas pela realidade!

Trabalhar com a Professora Doutora Isabel Martins no CIDTFF foi, entre outros aspetos, sinónimo de rigor, exigência, grande capacidade de gestão e liderança, organização, determinação, respeito, confiança… Durante esse período, passámos do desconhecimento mútuo à colaboração perfeita, a qual nos levou, tantas vezes, a trabalhar “fora de horas”, até que tudo estivesse absolutamente irrepreensível!

A partir de 2010, na sequência do convite que me foi dirigido para integrar a equipa de autores da disciplina de Português do Projeto de Reestruturação do Ensino Secundário Geral de Timor-Leste, os laços profissionais que nos uniram inicialmente tornaram-se cada vez mais fortes e sustentáveis. Aquele que para a Professora Isabel Martins terá sido, porventura, o projeto da sua vida, em final de carreira, tornou-se no meu projeto de vida, no início da minha. Desde então, e sobretudo depois de eu ter assumido, por nomeação da UA, funções como coordenadora-adjunta científico-pedagógica do Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores (PFICP) em Timor-Leste que, mesmo com fusos horários tão díspares (que nos fazem trabalhar praticamente num sistema de turnos!), damos alento àquilo que com muitos outros Professores/Colegas/Amigos ousámos sonhar e que, com o trabalho afincado e comprometido de equipas bastante alargadas, tentamos, dia após dia, concretizar.

Pela confiança que sempre depositou em mim, demonstrando acreditar nas minhas capacidades mais do que eu própria, pelo apoio que sempre me deu em todos os momentos, pelas palavras sábias e inspiradoras com que sempre orientou o meu trabalho no âmbito de todos estes projetos e, sobretudo, pela Amizade que julgo termos construído ao longo de todo este percurso, só posso manifestar o meu sincero e reconhecido agradecimento e desejar as maiores felicidades para o futuro!

Ana Luísa Oliveira

Desde 2009, altura em que se deram os primeiros passos no âmbito do Projeto de Reestruturação do Ensino Secundário Geral (ESG), que a Professora Doutora Isabel Martins acompanha os propósitos do Ministério da Educação na construção de um sistema educativo de qualidade que dê resposta às necessidades do país. Nesta caminhada, quer enquanto Coordenadora da equipa que elaborou os Programas, os Manuais do Aluno e os Guias do Professores de 14 das 18 disciplinas que constituem o Currículo do ESG, quer enquanto responsável na Universidade de Aveiro pelo acompanhamento e avaliação do Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores (PFICP) – ESG e ESTV –, do qual sou Coordenador, destaco o rigor e a determinação com que se empenhou em todas as tarefas, a capacidade de liderança e de gestão, o respeito pelas entidades, pelos dirigentes e professores timorenses com os quais fez sempre questão de trabalhar, o que demonstra um verdadeiro espírito de colaboração e uma enorme simpatia em relação ao povo e à causa de Timor-Leste.
Neste momento, gostaria, pois, de agradecer toda a dedicação e empenho que a Professora Doutora Isabel Martins dispensou ao desenvolvimento da Educação em Timor-Leste e de desejar as maiores felicidades para o futuro, na expectativa de que este se continue a cruzar com os projetos de Timor-Leste!

Antoninho Pires

Coordenador Geral do PFICP, Timor-Leste

Me place poderte escribir estas breves líneas para felicitarte y compartir contigo en la distancia este acto de reconocimiento por el extraordinario trabajo que has venido realizando en el campo de la educación científica a lo largo de tu carrera profesional. Ha sido para mi un honor poder acompañarte en algunas experiencias y proyectos como los Seminarios Ibéricos CTS y tu tan deseada Asociación AIA-CTS. Te deseo una feliz fiesta y una nueva etapa llena de satisfacciones personales, familiares y profesionales. Recuerda que jubilación viene de “júbilo”.
Un fuerte abrazo,

Aureli Caamaño

Barcelona, Espanha

Tendo acompanhado sobretudo o percurso da Professora Doutora Isabel Martins enquanto responsável na Universidade de Aveiro pela supervisão e avaliação do Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores (PFICP), não posso deixar, neste momento solene, de me reportar também ao trabalho desenvolvido no âmbito da elaboração do Novo Currículo do Ensino Secundário Geral – projeto que antecede o PFICP e que representa, para Timor-Leste, um avanço significativo no que se refere aos objetivos propostos no Plano Estratégico Nacional da Educação para 2011-2030.

A seriedade e o rigor do trabalho desenvolvido, expresso na qualidade dos materiais produzidos, a determinação na luta pela implementação de um sistema de ensino de qualidade em Timor-Leste, a capacidade de leitura da realidade timorense, não só dos problemas a vencer, como também das qualidades e capacidades do nosso povo, e a consequente perseverança perante todas as dificuldades e o entusiasmo demonstrado em relação a todas as conquistas, traduzem o interesse genuíno e desprendido da Professora Doutora Isabel Martins em relação à Educação em Timor-Leste.

Pela exigência demonstrada a todos os níveis, pela capacidade de liderança, pelo respeito por todas as estruturas de Timor-Leste e também pela forma calorosa com que sempre nos visitou em Timor-Leste e recebeu na Universidade de Aveiro, eu só posso manifestar o mais elevado apreço e reconhecimento por todo o trabalho desenvolvido e desejar que Timor-Leste possa continuar a contar com a sua colaboração.

Bendito dos Santos Freitas

Ministro da Educação, Timor-Leste

Cara amiga Isabel,

Te has jubilado, pero sabemos que eso no es decir adiós a un trabajo que te apasiona. Como investigadora, educadora y ciudadana, vas a seguir haciendo frente a la actual situación de emergencia socioambiental planetaria y contribuyendo a la necesaria Transición a la Sostenibilidad. Seguiremos gozando de tu impulso. Muito obrigados!

Daniel Gil-Perez

Universidade de Valência, Espanha

Enquanto Presidente do Instituto Nacional de Formação de Docentes e Profissionais da Educação(INFORDEPE) gostaria de deixar uma sincera palavra de agradecimento pelo trabalho desenvolvido pela Professora Doutora Isabel Martins no âmbito do desenvolvimento do Projeto de Reestruturação do Ensino Secundário Geral (ESG) e no acompanhamento do Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores (PFICP).

Estes projetos são um enorme contributo para a melhoria da Educação em Timor-Leste e o sucesso dos mesmos muito se deve à capacidade de liderança e ao profissionalismo sempre evidenciados pela Professora Doutora Isabel Martins.

Em nome do INFORDEPE, o meu muito obrigado e o votos de felicidades no futuro.

Deolindo da Cruz

MPA. Presidente do INFORDEPE, Timor-Leste

“Ó mãe, a Isabel Martins ia bem para professora de meninos! Ai, ia, ia!”
Bié, 6 anos, 1995

“Ó mãe, a Isabel Martins não sabe nada!
[falava-se de Dragon Ball, Pinypons, Pollypockets, Navegantes da Lua & Power Rangers]
Bié, 6 anos, 1995

Amiga, companheira de viagens, parceira em muitas lutas, risadas e desabafos! Obrigada, pela força, inspiração, estímulo e atenção. Assim tem sido e assim vai continuar a ser! Que bom!

Gabriela Portugal

A Professora e amiga Isabel Martins tem trazido a ciência a todos nós. A ciência que está sempre presente nas nossas vidas, de que aprendemos a gostar à medida que a vamos compreendendo, e que, com ela, vamos conseguindo explicar o que nos intriga e surpreende.

Isabel Chagas

É com grande honra que profiro umas breves palavras de apreciação, reconhecimento e gratidão à Senhora Professora Doutora Isabel Martins da Universidade de Aveiro no momento em que lhe é atribuída uma homenagem pelo trabalho desenvolvido durante vários anos, no âmbito de Ciências em Portugal e no estrangeiro.
Como ex-titular da pasta da Educação do IV Governo Constitucional de Timor-Leste (2007-2012), tive um enorme prazer e oportunidade de conhecer e trabalhar de perto com a Professora Doutora Isabel Martins (desde 2009 até o final do mandato), como coordenadora do projeto de Restruturação Curricular do Ensino Secundário Geral de Timor-Leste e no Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores timorenses do Ensino Secundário. Foi realmente um projeto decisivo e fundamental na construção e consolidação do sistema educativo do nosso país jovem. Fiquei muito impressionado com a competência técnica e científica da equipa, e também com a persistência da sua coordenadora, a Professora Doutora Isabel Martins, com quem muito aprendi, e com o valoroso trabalho realizado, totalmente rompido com o anterior, do ponto de vista conceptual, focado no desenvolvimento de competências essenciais com um grau elevado de exigência científica e pedagógica, de acordo com as melhores práticas internacionais. Muito obrigado, Professora e grande Amiga.
A Universidade de Aveiro está de parabéns por poder contar com esta ilustre personagem académica na pessoa da Professora Doutora Isabel Martins no seu seio, que muito contribuiu para o engrandecimento do nome da Universidade na cena académica internacional, na Comunidade de Língua Portuguesa espalhada pelo mundo e em particular no setor educativo de Timor-Leste.
Bem haja, Professora Doutora Isabel Martins!

João Câncio Freitas

Ministro da Educação 2007-2012, Timor-Leste

Sabemos todos de tu dicha por haber podido dedicarte a una profesión que tanto te ha llenado, profesional y personalmente. Pero de igual modo, todos los que a través de ella te hemos conocido nos hemos visto contagiados por ese entusiasmo, por tu amor al trabajo bien hecho y tu afán de superación.

José María Oliva

Universidad de Cádiz, Espanha

Cara Amiga e ilustre Professora Isabel Martins

Foi impossível estar presente nesta justa e afetuosa homenagem, como tanto desejava, mas nunca as minhas palavras estiveram tão densas de sentido. Mesmo fisicamente distante, a sua luz ilumina o espaço que percorro ao irradiar para muitos de nós, os que tivemos o privilégio de vivenciar o seu profissionalismo exemplar e conhecer o enorme ser humano, sempre com um sorriso aberto e doces palavras que nos confortam o ego.
Nesta calmaria da aldeia olho a esfera celeste. Foi, e é, a estrela polar que me orientou os passos profissionais e, quando perdido, as suas palavras e ações marcaram e tatuaram-me por dentro. Existem, naturalmente, outras estrelas, algumas até mais brilhantes, mas não tiveram a mesma relevância para hoje ser um professor com mente mais aberta, deixando de ensinar ciência pela ciência. O mundo vasto não se resume aos conceitos académicos e tal mensagem espalhou em Portugal, em Timor e através de tantas conferências. Um marco de mudança para quem acreditou que era possível intervir na educação/formação praticada em Portugal. Atrevo-me a dizer que nada ficou como era. Poderia ter a educação em Química levado outro rumo, é certo, mas não seria a mesma coisa.
Sinto-me honrado por ter bebido as águas do conhecimento que brotam de si e ter trabalhado em conjunto em diversos momentos. Ajudou-me muito a ser um “solo” mais fecundo, capaz de ajudar as “sementes” (alunos) a brotarem com mais qualidade e abundância.
Em meu nome quero agradecer à Professora o quanto foi importante para o meu crescimento pessoal e profissional e para a Educação. Não basta um enorme abraço, do tamanho desta galáxia, para expressar o que sinto, mas sabe que estas singelas palavras são sinceras e sentidas.
É uma referência viva e oxalá a vida lhe sorria sempre.

O eterno aluno,

José Manuel Lopes

Desde que conheço a Professora Isabel Martins, sempre vi nela uma professora competente e dedicada, uma investigadora atenta e rigorosa, uma gestora académica exigente, uma dirigente associativa empenhada, uma mulher determinada mas discreta, uma mãe e avó extremosa, uma pessoa amiga e confiável e uma supermulher, sempre ocupada mas sempre disponível para promover a educação em ciências.

Laurinda Leite

Pude partilhar, consigo, Cara Professora Isabel Martins , as expectativas e os sonhos de colaborar na construção de uma escola nova em Timor-Leste; pude enfrentar, consigo, as tantas resistências e obstáculos que se levantaram; pude verificar, consigo, que o rumo será sempre o de partilhar ideias, confrontando-as com firmeza, quando necessário, com outras ideias; pude, consigo, confirmar também que o facilitismo e a abdicação de valores essenciais a nada conduzem, nunca, nem nada produzem, sempre. Sonho, resiliência, partilha, exigência e rigor serão, de facto, os traços fundamentais da Professora e da Pessoa, Isabel Martins. Gostei de as conhecer, a ambas.

Manuel Tavares Emídio

Consultor da FCG

Conocí a Isabel en un evento que nunca podré olvidar: I Seminario Ibérico CTS en el año 2000 en Aveiro. En este acto quedaron patentes tus características: capacidad de lucha, voluntad férrea, conocimientos sobre la educación científica. Te agradecemos tu dedicación a mejorar el mundo de la educación. Ha sido un gran honor el haber compartido contigo espacios y tiempos educativos.

María Jesús Martín-Díaz

Madrid, Espanha

“Ser Professora é, porventura, aquilo que me caracteriza enquanto pessoa.”
Foi como tal que a conheci há 36 anos!
Já com alguns anos de trabalho no Departamento de Química da UC, é como ” principiante de Professora do Ensino Secundário” que a recebo no então Liceu José Falcão.
E na relação profissional assim iniciada e prolongada em muitos e variados outros trabalhos – formação de professores, publicações, comunicações, congressos e viagens, projectos de investigação, … – se foi construindo uma bela e sólida amizade.
Num depoimento singelo, necessariamente pequeno, quero destacar algumas das muitas características que fazem da Isabel aquilo que ela se sente – Professora. Eu diria uma EDUCADORA!
Rigor, coerência, persistência, lealdade, dedicação, entusiasmo em tudo o que faz, capacidade de criar equipas, respeito pelo/a outro/a, são algumas das muitas que poderia enumerar.
Que a Educação em geral, e em Ciência em particular, possa continuar uma das tuas paixões!
Um abraço grande de parabéns querida Isabel!

Natália Cruz

Quis a vida que me cruzasse com a Professora Isabel Martins, em 2005, por altura do lançamento de um dos maiores programas de intervenção, alguma vez desenvolvidos em Portugal, na área da Educação em Ciência: o Programa de Formação em Ensino Experimental das Ciências, para Professores de 1.º Ciclo. Desde então, e ao longo de cerca de seis anos, articulámos esforços para cumprir a mesma missão. Em traços gerais, à Professora Isabel Martins cabia a coordenação nacional do programa e a conceção de todos os seus conteúdos; a mim, enquanto técnica do Ministério da Educação, cabia zelar para que a sua implementação fosse possível, gerindo contratos, financiamentos, recursos humanos, publicações e material laboratorial. Como é normal nestes processos, os obstáculos foram muitos, principalmente porque as culturas dos dois mundos, da administração pública e da academia, são amiúde distintas.
O ambiente solidário, a vontade de vencer dificuldades, a partilha de ideias e ideais e, finalmente, a amizade marcaram a nossa caminhada. Mas, porventura, a principal inspiração que retiro do convívio com a Professora Isabel Martins reside na sua notável capacidade de equilibrar a flexibilidade com a fidelidade aos seus princípios e compromissos, conseguindo refazer objetivos e percursos, sem nunca tocar o limite do inalienável.
Ao longo da vida, existem pessoas que nos marcam pela força das suas ideias, determinação, coerência e retidão. Para mim, a Professora Isabel Martins é, sem dúvida, uma dessas pessoas.

Paula Serra

Quisiera adherirme a este merecido homenaje junto con aquellas personas que te conocemos y hemos cooperado contigo en diversas actividades. De nuestra relación recuerdo de manera singular tu entusiasmo, capacidad de trabajo, de organización y de relación con las personas, y como estas cualidades tuyas personales han sido decisivas en el origen y desarrollo de diversas actividades de innovación e investigación. Destacando sin duda el papel clave que has jugado en relación con el movimiento CTS en el ámbito latinoamericano y singularmente en el espacio ibérico.
Un fuerte abrazo y un saludo.

Pedro Membiela

Universidade de Vigo, Espanha

Aprendemos melhor aquilo de que gostamos. Corria o ano de 1996 quando conheci pessoalmente Isabel Martins. Tinham-me preparado: – é uma timoneira do ensino experimental das ciências na escola e arrasta consigo vontades e concretiza projectos, motivando tudo e todos, professores, pais e alunos – Gostei logo da Isabel. Na Ciência Viva, do PI-159 ao PI-168 (ela sabe do que falo) foi, de facto, a promotora de atitudes positivas face à ciência, sobretudo assente na prática, na partilha e no trabalho de equipa. Que o digam as crianças, agora grandes, que aprenderam com os professores que a Isabel Martins ensinou. E na verdade aprendemos melhor com quem gostamos.

Rosalia Vargas

Ciência Viva

Caríssima Isabel,
Já se vão muitos anos desde o início do nosso coleguismo e da nossa amizade naqueles gelados caminhos da Universidade de East Anglia, em Norwich, Inglaterra. Naquela altura, enfrentávamos vários desafios no desenvolvimento de nossas teses de doutorado: desde os intrínsecos ao processo de pesquisa, até aqueles decorrentes da saudade das nossas gentes, dos nossos países. Santa língua comum – o português- que nos permitiu tantas trocas de idéias, tantos casos contados que teceram e estreitaram a nossa amizade. Muito embora, atualmente, a distância física entre nós seja enorme, quero lhe dizer que, freqüentemente você está muito junto de mim: toda vez que um aluno meu precisa conhecer um bom livro didático de Ensino de Ciências para crianças e adolescentes, ou quando necessita aprofundar seus estudos sobre o movimento CTSA, eu recorro aos seus livros que, simbolicamente, nas estantes da minha sala na Universidade Metodista de Piracicaba, no Brasil, materializam-na bem na minha frente. E aí, acrescido pelas minhas lembranças, o meu sentimento é sempre de uma saudade boa de você: a de ter uma amiga e colega de profissão que muito contribuiu, e vem contribuindo, para produzir, defender e divulgar a importância do Ensino das Ciências e da Química para as novas gerações. Por isso, tenho certeza que, em todas as noites, na hora em que você põe a sua cabeça no travesseiro, você merece sentir a sensação boa de ter feito o melhor que lhe foi possível, justificando, significando e dignificando a sua existência nesta vida, não só em termos acadêmicos, mas especialmente, por deixar um legado significativo de obras e, principalmente, por ter formado inúmeros professores de Ciências para um mundo melhor. Por isso, nesta importante e merecida homenagem, sinta-se abraçada por mim por meio dessas palavras, carregadas de sotaque brasileiro, mas cheias de abraços tropicais de carinho, afeto e consideração. Um grande abraço.

Roseli Pacheco Schnetzler

Unimep, Brasil

Una de las cosas maravillosas de la vida es que nos da la oportunidad de conocer personas a quienes admirar y que nos honran con su amistad: Isabel Martins es una de ellas. Aquí va mi sincero agradecimiento en nombre de los jóvenes iberoamericanos a quien ella ha ayudado a ser mejores ciudadanos: ¡gracias por tu enorme contribución a la educación científica!

Silvia Porro

Universidade Nacional de Quilmes, Província de Buenos Aires, Argentina

A militância na Educação CTS significa a luta pela literacia para cidadania, ideais que marcam a trajetória acadêmica de Isabel Martins de compromisso com a educação, com a formação de professores e de investigadores reflexivos sobre esses princípios. Compartilhar com Isabel esses ideais na AIACTS tem sido um crescimento e aprendizado mútuo. Parabéns por esse dia especial!

Wildson Luiz Pereira dos Santos

Universidade de Brasília, Brasil

O grupo de docentes recrutados pela Universidade de Aveiro para integrar o Projeto de Formação Inicial e Contínua de Professores (ESG e ESTV) em Timor-Leste não gostaria de deixar passar a oportunidade de, neste momento solene, não só destacar o rigor e a transparência com que todo o processo de recrutamento foi realizado, como também de agradecer o acompanhamento e apoio que, à distância, a Professora Doutora Isabel Martins nos deu, por forma a que pudéssemos, individualmente e em grupo, dar o nosso modesto, mas sincero, contributo para o desenvolvimento da Educação de Timor-Leste. Este é um projeto com o qual nos identificamos e que marcou, seguramente, a vida de todos nós. Com o manifesto reconhecimento por todo o trabalho desenvolvido, patente também na qualidade do Currículo e dos materiais didáticos produzidos para o Ensino Secundário Geral de Timor-Leste – com os quais nos encontramos a trabalhar e que consideramos constituir um salto qualitativo assinalável para o sistema de ensino timorense –, subscrevemo-nos, com votos de muitas felicidades.

Mensagem dos docentes do PFICP – ESG e ESTV: Alexandra Aguilar | Alexandra Baltazar | Ana Cristina Cardoso | Ana Marta Dinis | Ana Soares | Ana Teresa Bola | Bernardo Silva | Carla Pinho | Célio Aguiar | Geiza Oliveira | Helena Antunes | Hugo Fernandes | Joana Miriam Silva | José Carlos Adão | Liliana Ferreira | Luís Pereira | Maria Alexandra Pereira | Marta Artilheiro | Nelson Gonçalves | Patrícia Barradas | Paula Duarte | Paulo Paredes | Pedro Lázaro Moreira | Pedro Loureiro | Pedro Peixoto | Sílvia Firmino | Teresa Ferreira | Vera Rute Marques

 

IP_martinsMarcador_h_verso

Agradecimentos em teses de doutoramento

À Professora Doutora Isabel P. Martins, pelos desafios exigentes, sempre novos e intensos, pelo apoio, entusiasmo e incentivo permanentes, e pela abertura, confiança e amizade que sempre me pareceram infindáveis.

Alcina Maria Parracho Mendes (Setembro de 2013)

À Professora Doutora Isabel Martins, por ter aceite acompanhar-me em mais esta fase do percurso, pela exigência, pelo rigor e pela amizade. O pensamento da Professora Doutora Isabel Martins, constituindo uma referência para a comunidade científica, tem vindo a influenciar e a marcar a Educação Científica. Por este motivo, não posso deixar de salientar o privilégio de ter tido a sua orientação e de agradecer as oportunidades de reflexão e formação que constituiu e potenciou.

Maria da Conceição Ferreira de Figueiredo e Costa (Julho de 2013)

À Professora Isabel Martins, por me lançar desafios e exigir a excelência.

Sara Joana Faustino Malaquias Pereira (Junho de 2012)

À Professora Doutora Isabel P. Martins, por ter aceitado continuar a acompanhar-me em mais uma etapa relevante do meu percurso académico e profissional. É uma honra e um privilégio poder sorver da sua sapiência, do seu pensamento estratégico e perspicaz, da sua atitude determinada, dos seus elevados padrões de rigor, exigência e confiança. Fui, sou e serei sempre sua discípula.

Ana Alexandra Valente Rodrigues (Dezembro de 2011)

À Professora Doutora Isabel P. Martins por me ter desafiado e, sobretudo, por se ter aventurado comigo. Pela amizade incondicional, pela cumplicidade sempre presente, pela exigência, pela compreensão, pelo exemplo e pelo rigor e sabedoria que sempre marcaram a sua orientação, o meu profundo agradecimento.

Patrícia Alexandra Pacheco de Sá (Abril de 2008)

À Professora Doutora Isabel Martins pelo olhar positivo e de esperança no futuro que me soube transmitir em momentos de reflexão conjunta.

Ana Carlota Teixeira de Vasconcelos Lloyd Braga Fernandes Thomaz (co-orientação) (Dezembro de 2007)

À professora Doutora Isabel P. Martins por me ter desafiado para áreas de investigação que se revelaram importantes e marcantes no meu desenvolvimento profissional e pessoal. Apesar das inúmeras tarefas e actividades que a absorviam naquele momento, e que se avolumaram durante o período de tempo em que o trabalho foi realizado, aceitou o desgastante encargo de orientar todo o trabalho de investigação.
Agradeço a sua orientação que, ao longo de anos de discussão e diálogo, me ajudou a clarificar situações e a melhorar a exigência crítica, pelo questionamento e pela reflexão, pelas respostas atempadas e pelo rigor.
A cumplicidade e a amizade com que sempre acompanhou o percurso que fiz ao longo deste trabalho, e a disponibilidade e apoio demonstrados nos momentos mais difíceis, foram seguramente um estímulo ao estudo e o suporte determinante para a sua concretização.
O meu profundo agradecimento por tudo isso.

Maria Rui de Vilar Correia (Junho de 2007)

À Professora Doutora Isabel P. Martins pelo entusiasmo com que me recebeu e pelo incentivo que sempre me conseguiu dar. […] pela orientação, pela constante disponibilidade, pela partilha de reflexões, pelas discussões e pelas oportunidades de formação que constituíram e potenciaram. Pela confiança que, desde o primeiro momento, em mim depositaram, pela paciência com que respeitaram os meus tempos e pela amizade que por mim sempre demostraram.

Isabel Sofia Godinho da Silva Rebelo (Co-orientação) (Julho de 2005)

À Professora Doutora Isabel P. Martins por ter aceite o desafio e ao mesmo tempo me ter desafiado para outras áreas de investigação que se revelaram profícuas e marcantes do ponto de vista profissional. Agradeço, também, o facto de ter realmente acompanhado todo o percurso que fiz ao longo deste trabalho e com respostas atempadas, apesar das inúmeras tarefas e actividades que a absorviam neste mesmo período de tempo.

Rui Marques Vieira (Setembro de 2003)

À Professora Doutora Isabel P. Martins e à Professora Doutora M. Luísa Veiga, a orientação crítica e eficaz, o empenho, os incentivos, a solidariedade e a amizade que marcaram, desde o início, este percurso na formação de professores.

Maria Filomena Rodrigues Teixeira (Co-orientação) (Junho de 2000)

Deixe uma resposta