Autoridade nas Escolas

Escrevi neste blog, por duas vezes sendo a última no passado dia 31 de Outubro, sobre a indisciplina nas escolas. Neste último post afirmava:

Não será preciso ser visionário para perceber que se não forem tomadas medidas a situação tenderá a agravar-se e só será incluída ou considerada na agenda política quando existirem situações de enorme gravidade (e que sejam divulgadas publicamente)!”.  

Agora que aconteceram (casos do aluno de Mirandela e de um Professor de Sintra que alegadamente se suicidaram por “agressões” variadas e continuadas) estão já agendados na Assembleia da República “debates de urgência” para a próxima 6ª feira.
Espero que a retórica dê lugar a medidas efectivas como as que volto a sistematizar:

 – Mudar os estatutos, como o do aluno e os regulamentos das escolas / agrupamentos, por forma a que os incumpridores (sejam alunos, pais, professores, …) não continuem impunes.

– Proporcionar (talvez até antes de lhes dar o Rendimento de Reinserção Social) aos pais formação sobre o seu papel e competências parentais e responsabilizá-los depois por actos continuados de indisciplina ou delinquência dentro das escolas.

– Formação de Professores para nova(s): visões do currículo, de estratégias de ensino / aprendizagem, de recursos com destaque para as TIC, de bases e acções na gestão de conflitos, de propostas para so alunos poderem  superar as suas dificuldades de aprendizagem, …

-Criar comissões mistas (Professores, alunos, …) de acompanhamento e prevenção destes casos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.