Adiamento do VII SIA-CTS

Em face da situação que se vive neste momento de pandemia a comissão organizadora do VII Seminário Ibero-americano CTS, que se realizará em Valência, decidiu adiar a sua realização de junho para novembro de 2020, como se poderá ver no site institucional: https://congresos.adeituv.es/cts2020/ficha.xx.html

Em consequência haverá alteração de datas, como os artigos completos poderem ser entregues até 17 de maio de 2020.

20 anos de seminários CTS

VII Seminário Ibero-americano CTS (VIII SIACTS) que decorrerá de 25 a 27 de junho de 2020 e terá lugar na Universidade de Valência (Espanha), constituirá um espaço para se comemorar o vigésimo aniversário desde que, em julho do ano 2000, teve lugar o primeiro na Universidade de Aveiro (Portugal). O tema geral “Vinte anos de avanços e novos desafios na Educação CTS para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)“, pretende abordar desafios urgentes para o Ensino das Ciências, impulsionando a formação de uma cidadania preparada e ativa face aos graves problemas socioambientais que se enfrentam.

Do site (https://congresos.adeituv.es/cts2020/paginas/pagina_547_6.xx.html) destacamos as as datas de: (i) Receção de resumos de trabalhos (Comunicações Orais, Comunicações em Poster, Oficinas) – De 1 de setembro a 30 de novembro de 2019; (ii) Comunicação de aceitação dos trabalhos – Até 15 de fevereiro de 2020; e (iii) Receção dos trabalhos para a revista Indagatio Didactica (opcional) – Até 15 de abril de 2020.

Livro e Artigo

Nesta área destaca-se mais um livro e um artigo, respetivamente:

Artigos – V SIACTS

Realizou-se na semana passada, como aqui também foi anunciado, o V SIACTS, o qual constituiu a 9.ª edição do Seminário CTS, cujo tema geral escolhido este ano foi: “Novos Desafios Societais no Ensino das Ciências e Tecnologia”. Contou com a participação de cerca de 200 investigadores e professores de diferentes países (Portugal, Espanha, Brasil, México, Colômbia, Argentina, Paraguai e Perú), sendo cerca de 75% estrangeiros.

Do vasto programa (ver: http://seminariocts2016.web.ua.pt/?page_id=6) destaco a conferência inaugural que ficou a cargo do Professor Boaventura de Sousa Santos e a Conferência de encerramento foi proferida pelo Professor Rui Agostinho. Os temas discutidos ao longo dos 3 dias do V SIACTS, foram a formação de professores, os currículos escolares e a educação para a sustentabilidade.

Esta diversidade de trabalhos deste V SIACTS pode ser consultada na revista online Indagatio Didactica (vol. 8, nº 1, 2016), (em: http://revistas.ua.pt/index.php/ID/).

Boas leituras e boas férias, se for o caso.

Próximo Seminário CTS em 2016

Venho por este meio anunciar o V Seminário Ibero-Americano CTS / IX Seminário CTS, a realizar na Universidade de Aveiro, 4-6 julho de 2016, conforme aprovado pela Assembleia Geral da AIA-CTS realizada em Bogotá, em julho de 2014. O tema geral do Seminário será Desafios Societais na Educação em Ciências e Tecnologia, no qual se poderão inserir muitas das problemáticas atuais partilhadas pela comunidade científica.

Poderão aceder a algumas informações sobre o V SIACTS em http://seminariocts2016.web.ua.pt/, site que irá sendo atualizado regularmente.

 

Aproveito para apelar à participação desde já e solicitar a divulgação alargada deste Seminário, nas diversas redes de contactos e grupos de trabalho.

Boletim AIA-CTS

Acaba de ser lançado o 1º  Boletim da Associação Ibero-Americana CTS – Ciência-Tecnologia-Sociedade. Este, como está assumido no editorial pela sua Presidente – Professora Isabel P. Martins, – “constitui uma nova via de comunicação dos Associados da AIA-CTS entre si e com a comunidade científica e de educadores a quem os estudos CTS na educação em Ciência interessam de modo particular”.

O boletim foi enviado a todos os associados e está disponível em: http://aia-cts.web.ua.pt/wp-content/uploads/2015/03/AIA-CTS_Boletim_n1_V4.pdf

Inclui, além de notícias várias, pequenos artigos de opinião, uma agenda ambiental / sustentabilidade, inovações e experiências didáticas em CTS, livros e revistas e a listagem de eventos próximos.

Apelo a todos os interessados a sua leitura e divulgação.

Captura de ecrã 2015-04-6, às 15.26.44

 

 

 

Livro sobre PC e CTS

A OEI – Organização dos Estados Ibero-americanos acaba de publicar um livro em que sou coautor e que pode ser encontrado nos sites seguintes:

http://www.oei.es/divulgacioncientifica/?Construindo-praticas-didatico

http://www.ibercienciaoei.org/doc2.pdf

Como está na contracapa esta obra:

….contextualiza e fundamenta o desenvolvimento de práticas didático-pedagógicas, para a educação em ciências nos primeiros anos de escolaridade, orientadas para a promoção da literacia científica e do pensamento crítico. Tendo por base estudos de investigação desenvolvidos pelos autores, o livro inclui um enquadramento teórico, fazendo emergir referenciais fundamentantes de atividades e estratégias promotoras da literacia científica e do pensamento crítico. Os exemplos de atividades e estratégias apresentados na segunda metade do livro, decorrente de estudos de investigação realizados e no âmbito dos
quais foram produzidos, implementados em sala de aula, e avaliados, revelaram proporcionar o desenvolvimento de capacidades de pensamento crítico e ajudaram inequivocamente os alunos a melhorarem os seus conhecimentos e a interessarem-se pela ciência“.

Boas leituras e se possível com comentários também aqui.

Capa do Livro
Capa do Livro

C+T+S

Tenho sido questionado sobre afinal como se pode definir atualmente Ciência (C), Tecnologia (T) e Sociedade (S). Não há uma única e consensual definição destes empreendimentos e que contemple tudo o que incluem a CTS.

Já escrevi sobre estes e suas inter-relações, nomeadamente na minha tese e livro de 2011 sobre a Educação CTS (ver publicações deste blog).  Todavia voltei a fazer uma pesquisa rápida e encontrei (mantendo no original) várias definições como as que a seguir se destacam.

CIÊNCIA:

  • Aikenhead (ver, por exemplo, em:  http://www.usask.ca/education/profiles/aikenhead/webpage/sts05.htm) define Ciência como “The study of the natural world we call science.”

  • Science is both a body of knowledge and a process. In school, science may sometimes seem like a collection of isolated and static facts listed in a textbook, but that’s only a small part of the story. Just as importantly, science is also a process of discovery that allows us to link isolated facts into coherent and comprehensive understandings of the natural world. (http://undsci.berkeley.edu/article/whatisscience_01)
  • According Webster’s New Collegiate Dictionary, the definition of science is “knowledge attained through study or practice,” or “knowledge covering general truths of the operation of general laws, esp. as obtained and tested through scientific method [and] concerned with the physical world.

TECNOLOGIA:

  • De acordo com o mesmo Aikenhead tecnologia tem a ver com  “The study of the artificially constructed world is technology. Technology is primarily concerned with developing knowledge and designing processes, in response to human needs and societal problems”.
  • In a research and development organisation such as ESA, technology is a concept of primary importance, so by necessity the definition of the word is precise: ‘technology is the practical application of knowledge so that something entirely new can be done, or so that something can be done in a completely new way.’ (da agência espacial europeia: http://www.esa.int/Our_Activities/Technology/What_is_technology);  People make tools in order to do tasks they cannot otherwise accomplish – engineering is actually defined as ‘the use of technology to solve specific technical problems’.
  • “Technology is a body of knowledge devoted to creating tools, processing actions and extracting of  materials. The term ‘Technology” is wide and everyone has their own way of understanding the meaning of technology. We use technology to accomplish various tasks in our daily lives, in brief; we can describe technology as products, processes or organizations. We use technology to extend our abilities, and that makes people as the most important part of any technological system. Technology is also an application of science to solve a problem. But what you have to know is that technology and science are different subjects which work hand-in-hand to accomplish a specific task or solve a particular problem “(http://www.useoftechnology.com/what-is-technology/).

SOCIEDADE

Diferenças entre Ciência e Tecnologia:

Além de muitos artigos disponíveis nas bases de dados e servidores de variadas instituições e revistas aconselho a visualização do quadro comparativo em:  http://www.diffen.com/difference/Science_vs_Technology

Afinal a visão que hoje é trabalhada desde o ensino básico ao superior é coerente com que realmente acontece nos vários campos de saber?

IV/VIII Seminário CTS

Venho aqui anunciar a realização de outro evento importante para quem investiga e se interessa pela Educação em Ciências – o  IV Seminário Ibero-Americano CTS / VII Seminário CTS, em Bogotá (Colômbia) de 15 a 17 julho 2014 (ver toda a informação no site: http://seminarioiberoamericanocts.pedagogica.edu.co/vercontenido.php?idp=30).  Este dará continuidade aos Seminários anteriores que se realizam a cada dois anos, desde o ano 2000, quando ocorreu o I Seminário Ibérico CTS em Ensino de Ciências aqui em Aveiro. O tema fundamental será a Formação de Professores em Educação CTS.

Aproveito a oportunidade para divulgar e apelar à inscrição na Associação Ibero-americana CTS (AIA-CTS), com sede aqui na Universidade de Aveiro, a qual permite, desde logo, preços de inscrição diferentes no Seminário da Colômbia.

Captura de ecrã - 2013-10-09, 18.48.50

Nova publicação

Acabou de ser publicado pelo Ministério da Educação mais um guião da coleção “Explorando…”. É o nº 8 – “A Complexidade do Corpo Humano” (Guião Didático para Professores) que está em pdf em: http://www.dgidc.min-edu.pt/outrosprojetos/index.php?s=directorio&pid=94 (último livro ao fundo do menu).

Destaco a abordagem bastante arrojada face às convencionais formas de abordar esta temática (ver as diferenças com a maioria dos manuais escolares do 1º ao 3º Ciclo do Ensino Básico-CEB) e a forte vinculação à perspetiva CTS.  Muitas das atividades propostas são um desafio para os Professores, especialmente do 1º e 2º CEB e, mesmo sem a formação de suporte que estava subjacente à utilização destes guiões, um incentivo a uma educação em Ciências de qualidade e com significado para os alunos nos primeiros anos de escolaridade.

Muito gostaria que quem implementasse alguma ou várias destas atividades, como desejável, pudesse aqui partilhar essas experiências!

Seminário CTS

Venho novamente divulgar e apelar à participação, nomeadamente com propostas de comunicações orais, no “VII Seminário Ibérico/III Seminário Iberoamericano CTS no Ensino das Ciencias “Ciencia, Tecnología y Sociedad en el futuro de la enseñanza de las ciencias”, que se realizará em Madrid, Espanha, de 28 a 30 de setembro de 2012.

Toda a informação está no site:

http://www.oei.es/seminarioctsm/

Fórum sobre CTS

De volta ao trabalho apelo à vossa participação no Fórum de Discussão da Organização de Estados Ibero-americanos – OEI. Já está pois disponível no site da Revista CTS: “La importancia de la educacion CTS” (também com a versão original em Português tal como enviei).

Como são os falantes de Castelhano que mais participam nestes fóruns apelo a todos os que falam e escrevem em Português que façam um maior esforço de participação.

Fórum de discussão

img_0233.jpg

Farol da Barra, 1 de Janeiro de 2011

Com o envolvimento de várias instituições, como a Organização dos Estados Ibero-americanos, existe um espaço de Fórum sobre CTS que importa destacar e divulgar. Os assuntos em debate têm sido vários e tido muita participação, sendo a maioria em Castelhano.

A lista de todos os temas de discussão está em:

http://www.revistacts.net/index.php?option=com_content&view=article&id=343&Itemid=96

Como se pode verificar o último fórum publicado é sobre: “¿Emergencia planetaria… o catastrofismo ecologista?”, de Amparo Vilches e Daniel Gil Pérez. Apresento em seguida uma parte do texto de discussão, neste momento já com 5 comentários:

 

“Estamos viviendo una situación de auténtica emergencia planetaria (Bybee, 1991), caracterizada por un conjunto de problemas estrechamente vinculados y que se potencian mutuamente (Duarte, 2006), como consecuencia, entre otros, de un enorme crecimiento económico y demográfico: desde el agotamiento de recursos fundamentales a una contaminación sin fronteras que está contribuyendo a la degradación de todos los ecosistemas, a una pérdida creciente de biodiversidad y diversidad cultural y amenaza con un cambio climático cuyas consecuencias, que empiezan a ser visibles, pueden conducir al colapso de nuestras civilizaciones (Diamond, 2005). Sin olvidar los crecientes desequilibrios que contribuyen a que miles de millones de personas vivan hoy en condiciones de insoportable miseria y que están potenciando numerosos conflictos y violencias. Por ello desde la comunidad científica se ha planteado la necesidad de convertir el siglo XXI en el siglo del medioambiente, orientando los esfuerzos hacia la resolución de los problemas socioambientales que amenazan nuestra supervivencia (Lubchenco, 1998). Por ello también, Naciones Unidas ha instituido “La década de la educación por un futuro sostenible” (www.oei.es/decada), reclamado a los educadores de todos los niveles y áreas, tanto de la educación formal como de la no reglada (museos, media…) que contribuyan a formar ciudadanas ciudadanos conscientes de la gravedad de los problemas y preparados para participar en la toma de decisiones fundamentadas.”

 

Apelo, pois, à participação de todos.