Disseminação e partilha de dados de investigação

A gestão de dados de investigação implica a seleção de um repositório para depósito dos dados usados e gerados no âmbito de um projeto de investigação bem como, a atribuição de licenças para reutilização dos dados e a identificação inequívoca dos mesmos.

disseminação e partilha
É fundamental garantir o depósito dos dados num repositório de forma a garantir a integridade dos dados ao longo do tempo, assegurar a descrição e inteperoperabilidade dos mesmos (metainformação) e cumprir com os requisitos e recomendações das agências de financiamento.

+ repositório Zenodo (CERN|OpenAIRE)
+ re3data: diretório de repositórios de dados


atribuição de licenças Creative Commons (CC)

Antes da disponibilização, publicação dos dados é importante selecionar e atribuir uma licença que garanta a proteção da propriedade intelectual dos autores dos dados de investigação produzidos. A proteção da propriedade intelectual não implica a associação de restrições à reutilização dos dados por terceiros.  As Licenças CC são amplamente utilizadas neste contexto e é da responsabilidade do investigador/detentor dos direitos a seleção da Licença que melhor se adequa aos dados que serão publicados.

+ licenças CC
+ DCC: como atribuir licenças aos dados


identificadores únicos

No momento de publicação é essencial assegurar a disseminação dos dados, sendo que a este nível à descrição dos mesmos deverão estar associados os respectivos metadados que permitem que estes possam ser agregados por outros sistemas, bem como a atribuição de um identificador único (persistente) que garanta a citação dos mesmos.

+ Handle
+ DOI


(re)utilização de dados

Como indicado no Kit de Gestão de dados Científicos do RCAAP os dados de investigação são passíveis de ser (re)utilizados de várias formas:

os dados (primários) podem ser usados para gerar novos dados (secundários) (…)

os dados podem ser diretamente citados para suportar literatura ou estudos científicos,
nomeadamente teses ou artigos (…)

algumas editoras, suportam ainda a possibilidade de integrar os dados na publicação
científica em si (…)

A (re)utilização de dados de investigação implica sempre a citação dos mesmos.

Ex.:
Richardson, Elizabeth A. (2009). Carstairs deprivation scores for Scotland by CATT2, 1981, 1991, 2001 [Dataset]. University of Edinburgh. School of GeoSciences. http://hdl.handle.net/10283/19.

+DataCite

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *