Hélder Bandarra

FotoHelderBandarraHÉLDER BANDARRA nasce em Aveiro em 1940, onde fez os seus estudos primários e secundários. Nesta cidade, inicia a sua actividade artística, fazendo ilustrações para jornais e participando em exposições colectivas. Em 1960, em Goa, cumpre o serviço militar. Faz aí os seus primeiros óleos e expõe os seus primeiros trabalhos. Em 1961 participa na 1ª exposição de artistas Aveirenses e em 1963 na exposição com Jaime Borges, no Teatro Aveirense.

Em Lisboa, frequenta as aulas na Sociedade Nacional de Belas Artes, sendo discípulo do pintor Gil Teixeira Lopes. Em 1965 recebe o 2º Prémio de Pintura do Salão Aveiro I e II. Colabora ainda no ciclo experimental de Teatro de Aveiro.

É premiado como cenógrafo na peça de teatro “O Tinteiro” dirigida por Manuel Sereno. Membro fundador do movimento vanguardista, Aveiro-Arte recebe o 1º Prémio Internacional de cartazes de turismo, atribuído em Tóquio, pela Organização Mundial de Turismo em 1966.
Para além da pintura, tem uma vasta obra desenvolvida no desenho, escultura, colagem, medalhística, design de imagens de empresas, cartazes, capas de livros, revistas e litografia artística.

Realizou mais de vinte exposições individuais de pintura e desenho e participou em mais de meia centena de colectivas. Cartoonista premiado e autor de vários bustos em bronze tal como a estátua da “Princesa Santa Joana”, colocada no centro da praça com o mesmo nome, junto ao museu de Aveiro, soma ainda o Prémio “Artista Plástico 2004″ da Rádio Aveiro F.M.2005. Frequenta o atelier de croquis e de retrato da “Académie de La Grande Chaumiére”, em Paris. Visita os mais importantes Museus do Mundo: Nova York, São Paulo, Paris, Londres, Madrid, Florença, Moscovo, Praga, San Petersburgo. Em 2007, em Espanha, participa em concursos de pintura rápida, em Léon e Valência, com exposições colectivas. O seu nome figura nos livros “Portuguese 20th Century Artist” e “Portugal, o Artista, seu mercado“. Tem o seu atelier de pintura em Vila Nova de Gaia, onde lecciona aulas de iniciação às Artes Plásticas. Os seus trabalhos estão distribuídos em muitas instituições e colecções particulares em Portugal e no estrangeiro e podem ainda ser apreciados em alguns museus.

Retirado de: http://rotasdasartes.blogspot.pt/2007/11/curriculum.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *